Outros Procedimentos

Liberação artroscópica de ombro congelado (capsulite adesiva):
O paciente deverá permanecer no hospital por pelo menos um dia no intuito de controlar a dor por medicamentos intravenosos ou por cateter de bloqueio de plexo braquial, que mantém o braço anestesiado. Você deverá agendar a fisioterapia para iniciar imediatamente após a alta hospitalar. Isto é muito importante para não perder a mobilidade conseguida pela liberação artroscópica. Você deverá utilizar o seu braço imediatamente sem o uso da tipóia. A fisioterapia deverá ser realizada 5 vezes por semana durante as primeiras duas semanas, e será reajustada após o seu retorno no consultório.

Artroplastia (prótese) total ou parcial para artrose ou fratura:
A fisioterapia pode ser iniciada imediatamente após a alta hospitalar ou não. Você será orientado/a se poderá realizar exercícios pendulares por conta própria ou deverá procurar um fisioterapeuta. Isso dependerá do tipo de cirurgia que você fez. Inicialmente será permitido que você estenda o seu cotovelo, mas não poderá realizar movimentos ativos com o ombro até autorizado. Esta orientação será dada na sua primeira visita ao consultório após a cirurgia.

Reparo do Manguito Rotador:
Os tendões do Manguito Rotador precisam de 4-6 semanas para cicatrizarem no local onde foram reinseridos, portanto, a movimentação ativa não é permitida durante esse período. A fisioterapia irá iniciar normalmente após o seu primeiro retorno após a cirurgia e a movimentação passiva com o fisioterapeuta será iniciada. Em alguns casos será permitido que você realize movimentações na água, onde o seu braço terá menos carga. Você irá utilizar a tipóia recomendada por 4-6 semanas e após esse período irá iniciar um programa de movimentação ativa e eventualmente de fortalecimento.

Protocolo de antibióticoterapia após a Artroplastia do ombro :
As infecções no pós-operatório de artroplastias do ombro são um problema sério. Apesar de raros, existem relatos documentados desse tipo de infecção causada por bactérias que são introduzidas na circulação sanguínea durante alguns procedimentos dentários. Diversas medidas podem ser tomadas para prevenir esse tipo de infecção, principalmente utilizando a profilaxia com antibióticos antes de realizar estes procedimentos.

As recomendações foram feitas em conjunto com a Academia Americana de Ortopedia e a Associação Americana de odontologia:
1. Todos os pacientes que colocaram prótese nos últimos 2 anos, independente do tipo de procedimento dentário ou saúde do paciente. 2. Todos os pacientes imunodeprimidos, diabéticos insulino-dependentes ou que tenham doença inflamatória como artrite reumatóide ou lúpus, independente de quanto tempo tenham de cirurgia. 3. Todos os pacientes que serão submetidos a tratamentos dentários invasivos, independente do tempo de cirurgia ou doenças associadas. Esses tratamentos incluem extrações, procedimentos periodontais, implantes dentários, canal ou limpeza que causa sangramento.


Profilaxia:
- 2 gramas de amoxacilina ou cefalexina: dose única, via oral uma hora antes do procedimento
- Em pacientes alérgicos a penicilina: 600mg de clindamicina
- Em pacientes que não conseguem tomar medicações por via oral: 1 grama de cefalexina IM ou EV ou 2 gramas de ampicilina IM ou EV
- Em pacientes alérgicos à penicilina e que não podem fazer uso de medicação oral, 600mg de clindamicina IM ou EV
- Se você for ser submetido a algum tratamento dentário ou outro procedimento invasivo, você deve avisar o seu médico ou dentista que você tem uma prótese no ombro.
- Se você necessitar de receita ou orientação, por favor, agende uma consulta.



INFO

Preparação

Pré-cirúrgica


Informações

Pós-cirúrgicas