DOENÇAS
Capsulite Adesiva ou Ombro Congelado

O ombro congelado, ou capsulite adesiva, e uma doença que se inicia como um processo doloroso e evolui com perda gradual da mobilidade do ombro. O desconforto e perda da mobilidade podem se tornar severos o suficiente para limitar atividades diárias. Apesar de muito conhecida, as causas da doença ainda existem controvérsias sobre sua causa e a melhor maneira de tratar.   

Capsulite Adesiva

 

O ombro congelado, ou capsulite adesiva, e uma doença que se inicia como um processo doloroso e evolui com perda gradual da mobilidade do ombro. O desconforto e perda da mobilidade podem se tornar severos o suficiente para limitar atividades diárias. Apesar de muito conhecida, as causas da doença ainda existem controvérsias sobre sua causa e a melhor maneira de tratar.                  


O que e o ombro congelado ou capsulite adesiva?

O ombro congelado, também chamado de capsulite adesiva, e um espessamento e diminuição da elasticidade da cápsula que envolve a articulação glenoumeral. Quando a cápsula se torna inflamada ocorre a formação de um processo cicatricial, formando aderências. Essas alterações diminuem o espaço necessário para a movimentação articular. A dor e a diminuição da mobilidade sempre ocorrem como resultado do espessamento da cápsula articular.

existem 2 tipos de ombro congelado: capsulite adesiva primaria e secundaria.
• A capsulite adesiva primária é motivo de muito debate. As causas específicas desta condição não são conhecidas. As possíveis causas incluem alterações imunológicas, alteração hormonal ou bioquímica. A diabetes e algumas doenças cardiológicas e neurológicas são fatores que contribuem para o surgimento desta doença. De fato, pacientes com diabetes tem três vezes mais chance de desenvolver a doença que a população em geral. A capsulite adesiva primária pode acometer os dois ombros (simultaneamente ou não) e é resistente à maioria dos tratamentos.

• A capsulite adesiva secundaria se desenvolve a partir de uma causa definida, como uma lesão conhecida no ombro, cirurgia previa ou um período prolongado de imobilização.
A capsulite adesiva é uma doença cíclica que passa por 3 fases. Inicia-se com um processo inflamatório (fase hiperálgica-inflamatória), passa por um período de congelamento (fase de congelamento) e por um período de descongelamento (fase de descongelamento).
Esta é uma doença auto limitada, portanto, sem tratamento, a capsulite adesiva pode persistir por 1 a 3 anos. Muitos pacientes não desejam aguardar este longo período de dor e limitação da mobilidade enquanto aguardam a historia natural da doença. Mesmo após muitos anos, alguns pacientes poderão  manter algum grau de “congelamento”, porém sem dor ou limitação funcional.

Como se trata a capsulite adesiva?

O tratamento inicial deve ser sempre o conservador, sendo a fisioterapia fundamental assim como a medicação analgésica. O tipo de fisioterapia deve ser direcionado para a fase da doença. Nos casos em que a fase de congelamento é persistente, outras opções de tratamento são: o bloqueio seriado do nervo supra escapular ou a artroscopia para liberação da cápsula articular.